Notícias GetTI

Entenda a importância da segurança do data center

A sua empresa realiza investimentos para aumentar a segurança do data center? Hoje, muitos negócios utilizam servidores para otimizar rotinas e garantir que a tecnologia seja integrada a mais processos. Porém, para garantir que essas estratégias tenham o sucesso esperado, é fundamental criar rotinas para prevenir, mitigar e detectar potenciais riscos.

Se você quer saber quais são elas, continue lendo este post!

O que tornou a segurança de dados tão importante?

Toda empresa de sucesso tem a tecnologia integrada ao seu ambiente de trabalho. Quando maior é o uso de soluções de TI, maior é a sua capacidade de implementar fluxos de trabalho flexíveis, escaláveis e integrados. Afinal, eles serão responsáveis por soluções mais inovadoras e alinhadas às demandas de clientes.

Essa maior digitalização da TI levou a um número nunca antes visto de dados sigilosos circulando em ambientes digitais. Consequentemente, hackers encontraram um novo incentivo para atacar companhias: uma brecha, quando bem explorada, pode render o acesso a registros com altíssimo valor.

Junto ao risco que envolve o uso da tecnologia, as empresas também enfrentam pressões do mercado. Hoje, consumidores, ONGs e órgãos governamentais pressionam o mercado pela adoção de regras de proteção de informações mais rígidas e confiáveis.

Nesse cenário, investir em segurança de dados se tornou algo estratégico. A promoção de boas práticas e a criação de um ambiente confiável não só alinha a companhia com as normas locais, mas também garante a qualidade dos seus processos e a sua capacidade de atingir novos públicos.

O que ocorre com empresas que não investem em segurança digital?

É crucial garantir que a infraestrutura de TI está protegida contra os potenciais prejuízos que envolvem qualquer tipo de ataque, dos quais podemos destacar:

  • danos à imagem do negócio;
  • perda de clientes;
  • processos judicais;
  • exposição de informações internas;
  • perda de espaço no mercado;
  • multas;
  • interrupção das operações.

Como promover a segurança do data center?

Ajuste-se a regras locais

Como dissemos, a pressão do mercado levou governos a criar legislações próprias para o uso de dados de terceiros. Elas dão maior controle ao usuário sobre os seus dados e auxiliam negócios a ter uma política de privacidade e segurança mais objetiva e transparente. No Brasil, podemos apontar a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Inspirada na GDPR (General Data Protection Rule), da União Europeia, a lei brasileira obriga companhias a ter um tratamento mais transparente dos dados de clientes. Além disso, traz instruções sobre o que deve ser protegido e como o negócio deve atuar em caso de vazamento.

A sua adoção, por sinal, é obrigatória. Portanto, fique atento à necessidade de alinhar as rotinas de segurança do data center no seu negócio.

Invista em modelos de gestão internacionais

Além das leis nacionais, uma boa forma de promover a segurança do data center é alinhar a empresa aos padrões internacionais de segurança de dados. Organizações como a ISO criaram documentos que orientam companhias a ter uma política de cybersegurança mais robusta e confiável. Investir nelas (e na posterior certificação), portanto, é algo que torna o negócio mais competitivo e preparado para lidar com ataques.

Nesse caso, busque sempre treinar os seus profissionais utilizando por base padrões como o PCI DSS, o ISO 27000, o HIPAA e o SOC.

Atualize seus sistemas

As atualizações de softwares e sistemas de controle de hardware não são apenas um meio de obter novos recursos. Elas também garantem que a empresa terá mecanismos para reduzir o número de vulnerabilidades e, assim, reforçar a segurança do data center.

Por isso, sempre tenha mecanismos para testar e validar updates. Isso garante que, assim que a nova versão de um sistema for lançada, ela será instalada o mais rápido possível no ambiente de produção.

Monitore recursos

Com um monitoramento frequente de recursos, é possível avaliar como as medidas de segurança do data center são efetivas. Não deixe, portanto, de utilizar mecanismos para identificar, em tempo real, a presença de ameaças e contas comprometidas na infraestrutura. Assim, o seu negócio conseguirá eliminar o problema rapidamente.

Tenha uma política de controle de acesso

A política de controle de acesso é uma das medidas de prevenção de riscos mais importantes que uma empresa pode adotar. Ela garante que os funcionários visualizarão apenas os registros necessários para o seu dia a dia, evitando grandes impactos caso uma conta seja comprometida.

Além disso, controlar o acesso fisicamente previne o acesso direto ao data center. Portanto, sempre estruture práticas controle de acesso. Limite o acesso a recursos virtuais, como arquivos e sistemas de gestão, e não se esqueça de implementar ferramentas para limitar o acesso ao data center fisicamente, além das soluções de monitoramento.

Divulgue boas práticas aos times de TI

Nenhuma medida voltada para reforçar a segurança do data center será eficaz se a empresa não garantir que os seus profissionais estão preparados para evitar situações de risco. Então, alinhe esses conhecimentos e instrua os times a manter um fluxo de trabalho pautado por rotinas de alto nível de confiabilidade, como:

  • não compartilhar senhas;
  • evitar links em e-mails de recipientes desconhecidos;
  • confirmar o envio de arquivos via e-mail por telefone;
  • sempre utilizar o filtro de SPAM;
  • não executar macros em documentos desconhecidos;
  • ter senhas robustas.

Sabemos que, em 2018, um dos principais assuntos do mundo da tecnologia foi a segurança de dados. Diante de ataques mais poderosos e complexos, muitas empresas se viram obrigadas a investir mais na proteção dos seus sistemas, e não à toa: qualquer ataque pode causar um grande prejuízo para a companhia, com danos que envolvem problemas para a marca, perda de clientes e processos legais.

Toda a infraestrutura de TI deve passar por processos que a tornam mais robusta e confiável — o que envolve, principalmente, a promoção da segurança do data center. Isso prepara os servidores para bloquear ameaças e, assim, garantir a continuidade de todas as rotinas que dependem do seu funcionamento.

Enfim, gostou do nosso post? Agora, se quiser saber ainda mais sobre práticas que podem ser utilizadas para reforçar a segurança de dados, fale com a gente!

Notícias relacionadas