Notícias GetTI

Segurança da informação: entenda a importância de pensar nisso

A segurança da informação é entendida como um conjunto de ações voltadas para a proteção de dados de pessoas físicas e jurídicas. Como vivemos em uma era tecnológica, em que a maior parte das informações está concentrada em dispositivos eletrônicos, o risco de vazamento de informações aumenta significativamente.

No início de 2017, muitos jornais divulgaram notícias sobre o chamado "Ransomware", que consiste no sequestro de dados e informações de computadores. Há registros de mais de 74 países atingidos pelo ciberataque. No Brasil, órgãos públicos, empresas privadas e inclusive hospitais foram afetados.

Quer saber por que a segurança da informação é tão importante para a manutenção da sua empresa? Continue a leitura deste artigo!

O que é Segurança da Informação?

A segurança da informação é um mecanismo de proteção de informações que visa assegurar que não ocorram violações de dados. Atualmente, com a expansão das tecnologias de comunicação, é muito simples obter e gerenciar informações. Essa facilidade, entretanto, corrobora para o aumento de crimes virtuais, como roubo e sequestro de dados.

Em muitos casos, as pequenas e médias empresas não possuem nem mesmo recursos simples de segurança como antivírus, o que facilita a ação dos criminosos. Para proteger as informações, a organização precisa seguir alguns princípios básicos. Veja quais são eles:

  • confidencialidade da informação: trata-se de uma medida para assegurar que somente as pessoas devidamente autorizadas tenham acesso aos dados;
  • autenticidade: visa garantir que os dados não sejam alterados;
  • integridade: a informação deve ser preservada conforme as características estabelecidas pelo proprietário;
  • conformidade: o sistema e as ferramentas utilizadas precisam seguir as regulamentações legais de segurança da informação;
  • disponibilidade: trata-se da garantia de disponibilidade da informação sempre que ela precisar ser consultada pelos colaboradores autorizados;
  • irretratabilidade: uma transição realizada não pode ser negada sob nenhuma hipótese.

Qual o valor da informação?

Imagine acordar pela manhã e descobrir que o seu smartphonefoi invadido por hackers. Suas fotos, vídeos, dados bancários, e-mails, documentos, contas de redes sociais estão sob a posse de uma pessoa ou organização não autorizada. Qual seria o impacto na sua vida? Provavelmente, devastador!

Se para uma pessoa esse cenário já é preocupante, pense nas consequências dos sequestros de informações corporativas. A empresa possui uma série de arquivos e documentos confidenciais, que em mãos erradas podem ocasionar prejuízos financeiros, falência e até mesmo colocar pessoas em situação de risco de vida.

No ataque cibernético de 2017, por exemplo, o Hospital do Câncer de Barretos e a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo foram atingidos de forma significativa. Esses locais armazenam diversos dados sobre pacientes como histórico, medicações e quadro de saúde, e, devido ao ataque, tiveram que suspender alguns atendimentos.

Como funciona a vulnerabilidade de mercado?

Instituições que não utilizam a segurança da informação para proteger seus dados e de seus clientes podem perder a credibilidade de um dia para o outro. Em caso de ataque, a empresa evidencia ao público em geral (clientes, investidores, governo) a sua vulnerabilidade, demonstrando problemas relacionados à segurança.

Dificilmente essa empresa conseguirá manter uma imagem positiva no mercado, afinal, quem vai confiar seus dados a uma instituição que não os protege? Trata-se de uma perda considerável da reputação da marca.

A partir do momento em que os dados são sequestrados ou um sistema interno é invadido, a empresa perde todo controle — dando margem a várias falhas que podem prejudicar o funcionamento da organização e afetar seus clientes e fornecedores.

Além disso, o vazamento de dados pode atrapalhar o lançamento de um novo produto ou solução. Caso isso ocorra, os prejuízos financeiros serão enormes. Investir em segurança da informação é, portanto, vital para a manutenção do seu negócio.

Como garantir a segurança da informação dentro da sua empresa?

A segurança da informação exige uma série de cuidados. É bom pontuar que qualquer pessoa ou empresa está sujeita a esses riscos, e geralmente as que menos esperam são os principais alvos.

Para implementar práticas de segurança da informação é necessário identificar e analisar as características do negócio. Feita essa avaliação é possível dimensionar o nível e recursos necessários para garantir a segurança da empresa.

No ambiente empresarial, as micro, pequenas e médias empresas são as mais vulneráveis. Assim, para garantir que a sua empresa preserve suas informações e as de seus clientes, é fundamental pensar em fatores como:

  • segurança física: a segurança deve ser um princípio básico para o funcionamento da empresa tanto no ambiente interno como externo. Não adianta proteger a rede de computados, se os dispositivos físicos não estão protegidos internamente;
  • conscientização organizacional: a equipe precisa ser conscientizada acerca do seu papel dentro da organização. É necessário que o time conheça as políticas de segurança e a utilize no seu dia a dia no ambiente de trabalho. Investir em treinamentos acerca dos sistemas também é extremamente importante;
  • infraestrutura tecnológica: ela envolve a utilização de softwares para organizar, arquivar, fazer backups e proteger as informações. É preciso estabelecer controles de segurança com monitoramento e testes.

Além dessas dicas, a utilização de softwares para proteção de dados é uma medida altamente eficaz para evitar falhas na segurança de informações.

Afinal, por que é importante proteger os dados da sua empresa?

Proteger os dados da sua empresa é garantir que ela continue funcionando de forma segura e sem prejuízos de imagem e/ou financeiros. Por meio da segurança da informação, os dados ficam protegidos de ataques maliciosos e vazamentos acidentais, que ocorrem por falhas dentro da equipe.

A implementação de recursos de segurança da informação promove uma série de benefícios, como:

  • garantia do sigilo de informações internas;
  • proteção das informações pessoais de clientes e fornecedores;
  • destaque no mercado como uma instituição segura e confiável;
  • identificação e solução de possíveis ameaças;
  • proteção de dados referentes aos colaboradores, dívidas, impostos e planejamento estratégico;
  • preservação e consolidação de parcerias com outras empresas.

Como mostramos neste post, a segurança da informação é vital para o seu negócio. Por isso, vale a máxima ‘é melhor prevenir do que remediar’. Veja também o artigo “Vazamento de dados, um pesadelo cada vez mais constante” e conheça alguns casos de empresas que já passaram por esse tipo de problema.

Notícias relacionadas